Taques cobra da União tratamento diferenciado para estados de fronteira

Ao sair de uma reunião com o presidente da República, Michel Temer, para tratar de segurança pública, o governador Pedro Taques (PSDB) afirm...

4c424152fb23e8d4a5cbfeeba5f6cf9bAo sair de uma reunião com o presidente da República, Michel Temer, para tratar de segurança pública, o governador Pedro Taques (PSDB) afirmou que solicitou uma reunião com o ministro da Segurança, Raul Jungmam, na qual participarão todos os governadores de estados que fazem fronteira com países vizinhos. No encontro, Taques salientou que os estados fronteiriços precisam de tratamento diferenciado em razão do tráfico de drogas.

"Os estados fronteiriços precisam ter um tratamento diferenciado, porque a droga consumida no Brasil todo não é produzida no Brasil. É produzida fora do território nacional. Além desse tratamento diferenciado, precisamos também de ações diplomáticas com os países vizinhos. Precisamos ter salvaguardas, por exemplo, na questão comercial a respeito das drogas, porque não é possível que nós façamos a nossa parte aqui e lá não se resolve. Ficamos enxugando gelo aqui", declarou à imprensa.

Na reunião com os governadores a União disse dispor de R$ 42 bilhões para investir nos próximos cinco anos, sendo R$ 33 bilhões do BNDES, com dois anos de carência e prazo médio de oito anos para pagar. Desta forma, o Governo Federal deve investir até R$ 5 bilhões neste ano.

Taques avaliou que a questão da segurança pública não passa somente pelo dinheiro. "Acho que é pouco esse financiamento. A questão não é só o dinheiro, é como vai ser utilizado esse dinheiro, a demora na liberação desses recursos. Veja que a liberação do recurso penitenciário demora muito. A construção de uma penitenciária envolve de 5 a 8 anos, custa de 25 a 40 milhões de reais. Então, é muito demorado. Precisamos de ações agora, a médio e a longo prazo", ponderou.

Além de recursos para construir uma nova penitenciária, o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai financiar o reaparelhamento da segurança nos Estados.

Taques disse que os investimentos em inteligência, aumento no número de efetivo policial e viaturas foram cruciais para evitar colapso no setor e diminuir os índices de violência. “A segurança é mesmo uma questão nacional e quero dizer que em Mato Grosso temos feito o dever de casa, já são mais de 3.660 homens e mulheres na Segurança Pública e temos visto os índices de criminalidade diminuir. Em Cuiabá já houve uma redução de 27% no número de homicídios”, disse o governador.

O governador ainda destacou que os governadores pediram à União ajuda com o custeio da máquina da segurança já que por conta da crise financeira alguns Estados estão diminuindo os investimentos.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Garcia, também esteve em Brasília e, junto com o secretário adjunto de Integração Operacional, coronel Jonildo Assis, apresentou ao novo Ministério um balanço das ações já realizadas em Mato Grosso no que se refere ao Grupamento Especial de Fronteira (Gefron) e a Delegacia Especializada de Fronteira (Defron). Segundo o secretário, agora com um ministério dedicado à segurança, Mato Grosso tem a intenção de ampliar os atendimentos.

"Vamos apresentar alguns equipamentos de segurança notadamente ligados à inteligência para serem adquiridos pelo Governo Federal e apresentamos um projeto para fortalecer a radiocomunicação em Mato Grosso, para que haja uma comunicação eficiente entre os órgãos de segurança e integração operacional entre todas as forças", disse o secretário.

Comissão de projetos

A Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) já conta com uma comissão de projetos que busca apresentar soluções para o aparelhamento e integração das forças de segurança. No entanto, a secretaria deve reforçar ainda mais este setor para conseguir a aprovação do Governo Federal para os projetos apresentados ao longo do ano.

A comissão terá papel fundamental porque o cronograma de implantação do Programa Nacional de Segurança Pública é curto e em maio as 27 gerências já devem estar em funcionamento.

Fonte: Hipernoticias

Nome

Destaque,3,ESPERANDO,1,Fotos e eventos,104,Geral,2142,PAPO DE ESQUINA,6,Política,673,Regional,1299,Rosário Oeste,1545,Variedades,1382,Videos,320,
ltr
item
Biorosario - Notícias de Rosário Oeste e Região: Taques cobra da União tratamento diferenciado para estados de fronteira
Taques cobra da União tratamento diferenciado para estados de fronteira
https://lh3.googleusercontent.com/-qO9hffdwKjA/Wpix04HAfQI/AAAAAAABe5s/VKJ8Z9YO3ZAnlL5xkLz6QUKeZgxedo1OQCHMYCw/4c424152fb23e8d4a5cbfeeba5f6cf9b_thumb%255B2%255D?imgmax=800
https://lh3.googleusercontent.com/-qO9hffdwKjA/Wpix04HAfQI/AAAAAAABe5s/VKJ8Z9YO3ZAnlL5xkLz6QUKeZgxedo1OQCHMYCw/s72-c/4c424152fb23e8d4a5cbfeeba5f6cf9b_thumb%255B2%255D?imgmax=800
Biorosario - Notícias de Rosário Oeste e Região
https://www.biorosario.com.br/2018/03/taques-cobra-da-uniao-tratamento.html
https://www.biorosario.com.br/
https://www.biorosario.com.br/
https://www.biorosario.com.br/2018/03/taques-cobra-da-uniao-tratamento.html
true
7773387971014822502
UTF-8
Carregando posts Nenhum post foi encontrado Ver todos Leia Mais Responder Cancelar Excluir Por Inicio PÁGINAS POSTS Ver Todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO BUSCAR TODOS Não foi encontrado nenhuma correspondente à sua busca! Voltar ao início Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy