Defesa nega prejuízo milionário a Mauro e não vê relação com vida política em MT

Fonte: Folha Max O ex-prefeito de Cuiabá e pré-candidato ao Governo do Estado, Mauro Mendes (DEM), afirmou em nota que a sentença da juíza d...

11fded4437cbae1360fe66e5997a106c

Fonte: Folha Max

O ex-prefeito de Cuiabá e pré-candidato ao Governo do Estado, Mauro Mendes (DEM), afirmou em nota que a sentença da juíza do trabalho Eleonora Alves Lacerta, da Quinta Vara do Trabalho do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 23ª Região em Cuiabá que anulou o leilão de uma mineradora de sua propriedade, não gera nenhum prejuízo a ele e aos seus sócios. A nota, assinada pelo advogado de Mauro Mendes, Leonardo da Silva Cruz, informa que a sentença anulou o leilão e manteve a mineradora com a Minérios Salomão, empresa que foi adquirida parcialmente por Valdiney Souza, sócio do ex-prefeito, em 2011 e comprada em definitivo em setembro de 2012, juntamente com Mauro Mendes. “A empresa Minérios Salomão foi parcialmente adquirida por Valdiney Souza em 2011 (75%) e comprada em definitivo pelos dois em 09/2012. Logo, o efeito prático da anulação do leilão é o retorno da mineradora à posse da Minérios Salomão e, consequentemente, o bem continua sendo de propriedade da empresa de Mauro Mendes e Valdiney Souza”, afirma a nota.

A defesa de Mauro Mendes, no entanto, afirmou que mesmo assim, irá recorrer da decisão. A magistrada determinou que todas as mudanças de propriedade da mina feitas após o leilão fossem anuladas.

Ela também encaminhou cópias da decisão para a Junta Comercial de Mato Grosso (Jucemat) e ao MPF. “Mesmo assim, por considerar que a decisão não enfrentou corretamente as graves nulidades processuais cometidas pela autora IDEPP, que sequer possui sede física no endereço informado (empresa inexistente), a defesa noticia que já opôs recurso de Embargos de Declaração, irá recorrer da sentença ao Tribunal Regional do Trabalho e, se necessário, recorrerá também ao Tribunal Superior do Trabalho”, aponta.

O leilão, feito em 2009, foi conduzido pelo juiz Luis Aparecido Torres, que foi aposentado compulsoriamente por conta do caso. Segundo a magistrada, a tramitação foi feita de forma irregular, onde o próprio ex-juiz foi o responsável por avaliar a mineradora, alegando que havia sido corretor de imóveis no passado.

Mauro e sócios pagaram R$ 2,8 miklhões. No entanto, o garimpo tinha valor estimado em mais de R$ 700 milhões.

Mauro ainda responde a uma ação por improbidade administrativa, por conta do mesmo episódio. Ele irá depor nesta quarta-feira à tarde sobre o caso.

NOTA À IMPRENSA

Em relação à sentença proferida pela juíza Eleonora Alves Lacerda, da Justiça do Trabalho, a defesa de Mauro Mendes esclarece que:

1) A decisão não gera nenhum prejuízo a Mauro Mendes e aos atuais sócios da Mineração Casa de Pedra Ltda, uma vez que a sentença apenas anulou o leilão e manteve a mineradora com a empresa Minérios Salomão, impedindo nova adjudicação.

2) A empresa Minérios Salomão foi parcialmente adquirida por Valdiney Souza em 2011 (75%) e comprada em definitivo pelos dois em 09/2012. Logo, o efeito prático da anulação do leilão é o retorno da mineradora à posse da Minérios Salomão e, consequentemente, o bem continua sendo de propriedade da empresa de Mauro Mendes e Valdiney Souza.

3) Mesmo assim, por considerar que a decisão não enfrentou corretamente as graves nulidades processuais cometidas pela autora IDEPP, que sequer possui sede física no endereço informado (empresa inexistente), a defesa noticia que já opôs recurso de Embargos de Declaração, irá recorrer da sentença ao Tribunal Regional do Trabalho e, se necessário, recorrerá também ao Tribunal Superior do Trabalho.

4) A defesa reitera que não houve a ocorrência de qualquer ato ilegal ou imoral no decorrer do processo e que os fatos não possuem qualquer relação com o exercício de Mauro Mendes como prefeito de Cuiabá, que sequer foi parte do processo.

Cuiabá, 11 de julho de 2018

Leonardo da Silva Cruz

Advogado

Nome

Destaque,2,ESPERANDO,2,Fotos e eventos,150,Geral,2687,PAPO DE ESQUINA,6,Política,1106,Regional,1788,Rosário Oeste,1752,Social,163,Tecnologia,272,Variedades,1917,Videos,612,
ltr
item
Biorosario Notícias: Defesa nega prejuízo milionário a Mauro e não vê relação com vida política em MT
Defesa nega prejuízo milionário a Mauro e não vê relação com vida política em MT
https://lh3.googleusercontent.com/-FZ8sxa2giy0/W0avYP5eg3I/AAAAAAABs8M/OTYpYIaKuIw0a5UJctT2jPcm5xX7WDKkgCHMYCw/11fded4437cbae1360fe66e5997a106c_thumb%255B1%255D?imgmax=800
https://lh3.googleusercontent.com/-FZ8sxa2giy0/W0avYP5eg3I/AAAAAAABs8M/OTYpYIaKuIw0a5UJctT2jPcm5xX7WDKkgCHMYCw/s72-c/11fded4437cbae1360fe66e5997a106c_thumb%255B1%255D?imgmax=800
Biorosario Notícias
https://www.biorosario.com.br/2018/07/defesa-nega-prejuizo-milionario-mauro-e.html
https://www.biorosario.com.br/
https://www.biorosario.com.br/
https://www.biorosario.com.br/2018/07/defesa-nega-prejuizo-milionario-mauro-e.html
true
7773387971014822502
UTF-8
Carregando posts Nenhum post foi encontrado Ver todos Leia Mais Responder Cancelar Excluir Por Inicio PÁGINAS POSTS Ver Todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO BUSCAR TODOS Não foi encontrado nenhuma correspondente à sua busca! Voltar ao início Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy