Recuperação judicial não é falência

Fonte: Nortão Noticias Promover um ambiente de atividade produtiva, com manutenção de empregos e renda. É desta premissa que parte o process...

miniatura (1)

Fonte: Nortão Noticias

Promover um ambiente de atividade produtiva, com manutenção de empregos e renda. É desta premissa que parte o processo de recuperação judicial no Brasil, um projeto de interesse de todos e que traz mecanismo legais para preservar a atividade empresarial em meio à crise.
Diferente do pedido de falência, que visa liquidar todo o ativo da empresa com vistas a satisfazer os credores a partir do inventário a ser cumprido pela massa falimentar, a recuperação judicial – ou simplesmente RJ – blinda todos os ativos e patrimônios da empresa por no mínimo 180 dias, permitindo a renegociação de passivos junto aos credores e a reoxigenação da empresa.
A RJ oferece condições de pagamento melhores que as contratadas, deságio de 50% a 70%, carência de três anos e parcelamento em 120 meses. Mas é importante ressaltar que a aplicação vai depender de cada caso, já que a lei não prevê obrigatoriedade quanto à forma de pagamento do plano de recuperação judicial a ser apresentado.
Em um país que atravessa um período econômico difícil e sem previsão de melhoras, com escassez de crédito, falta de capital de giro e retração de demanda, está cada vez mais frequente os empresários recorrerem a esse mecanismo legal para impedir que seus negócios e empresas cheguem ao fim.
Dados do Boa Vista SCPC confirmam que de maio de 2017 a maio deste ano, foi registrado um aumento de 16,3% no número pedidos de RJ; e as recuperações judiciais decretadas tiveram uma elevação de 56,7%. Já o número de pedidos de falência, por sua vez, teve um decréscimo de 31,7%; e as falências decretadas, propriamente, uma elevação de 42,9%.
Mesmo com dificuldades, as empresas em RJ sob um plano da recuperação judicial mantêm suas atividades, evitando a enxurrada de pedidos falimentares. Mas a falência, ao contrário, visa "por fim" às atividades, gerando inúmeras consequências, como a exigibilidade antecipada dos créditos contra o devedor; a perda da administração; a disponibilidade de seus bens; e ainda a inabilitação temporária para a prática da atividade empresarial que pode durar até a sentença extintiva de suas obrigações.
Outra diferença importante entre a falência e a recuperação judicial é que na RJ há a possibilidade de o empresário permanecer no controle da empresa. Enquanto que na falência o empresário é afastado da posse da empresa, por isso não pode administrá-la, ficando a cargo do administrador judicial.
Na recuperação de empresas, além da preservar a função social da empresa, que é a manutenção dos empregos, o empresário continua no comando do negócio, com o dever de prestar contas ao administrador judicial, que nesta hipótese atua como um fiscal da empresa em recuperação.
Criada a partir da Lei 11.101/2005, em substituição a antiga Lei das Concordatas, a recuperação judicial representa um avanço ao país. Com base em seus princípios, está sendo reestruturado o Direito Recuperacional, uma inovação do direito que refletirá na economia, baixando os juros e criando situações de crescimento econômico que o Brasil tanto necessita.
Por fim, afirmo que quanto antes for diagnosticado a situação econômica da empresa, mais rápido e facilmente poderá ser resolvida. Afinal, para que a economia se consolide é vital que as empresas possam sair de um momento de desiquilíbrio financeiro e contribuir com o desenvolvimento de nosso estado e do Brasil.
Antônio Frange Junior é advogado e atua na área de Recuperação Judicial

Nome

Destaque,2,ESPERANDO,1,Fotos e eventos,153,Geral,2855,PAPO DE ESQUINA,6,Política,1241,Regional,1915,Rosário Oeste,1810,Variedades,2561,Videos,721,
ltr
item
Biorosario Notícias: Recuperação judicial não é falência
Recuperação judicial não é falência
https://lh3.googleusercontent.com/-uOZqSxCp01Y/WzjfHbPUu5I/AAAAAAABrC8/GNZ7ia_K5MAkuwQuT34zzYWbtEVx4t9ggCHMYCw/miniatura%2B%25281%2529_thumb%255B2%255D?imgmax=800
https://lh3.googleusercontent.com/-uOZqSxCp01Y/WzjfHbPUu5I/AAAAAAABrC8/GNZ7ia_K5MAkuwQuT34zzYWbtEVx4t9ggCHMYCw/s72-c/miniatura%2B%25281%2529_thumb%255B2%255D?imgmax=800
Biorosario Notícias
https://www.biorosario.com.br/2018/07/recuperacao-judicial-nao-e-falencia.html
https://www.biorosario.com.br/
https://www.biorosario.com.br/
https://www.biorosario.com.br/2018/07/recuperacao-judicial-nao-e-falencia.html
true
7773387971014822502
UTF-8
Carregando posts Nenhum post foi encontrado Ver todos Leia Mais Responder Cancelar Excluir Por Inicio PÁGINAS POSTS Ver Todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO BUSCAR TODOS Não foi encontrado nenhuma correspondente à sua busca! Voltar ao início Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy