MPE pede que Paulo Taques, Savi e outros quatro réus da Bereré voltem para cadeia

Repórter MT O promotor Marcos Regenold Fernandes, do Ministério Público Estadual (MPE-MT), entrou com um recurso especial no Tribunal...

Repórter MT

O promotor Marcos Regenold Fernandes, do Ministério Público Estadual (MPE-MT), entrou com um recurso especial no Tribunal de Justiça do Estado (TJMT) para que os seis alvos da Operação Bônus – segunda fase da Bereré – voltem à prisão. 

Dessa forma, o MPE solicita que voltem à prisão o deputado estadual Mauro Savi (DEM), o ex-secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques; o irmão dele, o advogado Pedro Jorge Taques, além dos empresários José Kobori, ex-diretor da empresa EIG Mercados; e Claudemir Pereira dos Santos e Roque Anildo Reinheimer, donos da Santos Treinamento. 

De acordo com o site jurídico Ponto na Curva, o pedido foi feito no início da semana passada, através de um recurso especial do Nare– que é um núcleo da Procuradoria Geral de Justiça especializado em medidas com objetivo de reverter decisões desfavoráveis ao MPE. 

No caso em questão, o MPE tenta reverter a decisão da maioria do Pleno do Tribunal de Justiça, que em 23 de agosto mandou soltar os principais acusados de um esquema que teria desviado R$ 30 milhões do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT).

No recurso pessoal, o MPE argumenta que os acusados são muito influentes no meio político e ainda podem interferir no processo ocultando provas e destruindo documentos importantes para a investigação. 

O MPE ressaltou ainda que ao soltar os réus, os desembargadores do Tribunal de Justiça desrespeitaram o artigo 312 do Código do Processo Penal, que estabelece a prisão preventiva de pessoas influentes, ou criminosos de alta periculosidade, como forma de garantir a ordem pública. 

Após ser analisado pela desembargadora Maria Helena Póvoas, vice-presidente do Tribunal de Justiça, o recurso especial deve ser remetido para análise do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que decidirá se mantem os acusados soltos ou manda predê-los novamente. 

O esquema 

Na denúncia, o MPE afirma que cerca de R$ 30 milhões foram desviados do Departamento de Trânsito, por meio do contrato com a empresa FDL, atual EIG Mercados, que realizava serviços de financiamentos de veículos com cláusula de alienação fiduciária, de arrendamento mercantil e de compra e venda com reserva de domínio ou de penhor. 

O Ministério Público alega possuir tabelas e documentos de intensa movimentação bancária com o Detran, feita pelos acusados, tanto de forma direta e indireta. A denúncia foi montada com a base na delação do ex-presidente do Detran, Teodoro Lopes, o Dóia, que comandou a autarquia entre os anos de 2007 e 2009. 

O MPE reiterou que o deputado Savi era o líder do esquema, e que “se utilizava do poder político para indicar funcionários no Detran, como forma de manter o pagamento de propina”. 

A denúncia detalha ainda que Paulo Taques, ex-chefe da Casa Civil, agia de forma parecida, no âmbito do Executivo, no sentido de ter aliados no Detran para também blindar os contratos irregulares entre a autarquia de trânsito e a EIG Mercados. Para isso, segundo o MPE, o ex-secretário determinou que o seu primo, o advogado Pedro Zamar Taques, negociasse a continuidade dos contratos com as empresa que prestavam serviços no Detran, para que a propina continuasse sendo paga. 

O MPE salienta que Claudemir, proprietário da Santos Treinamentos, era importante no esquema, sendo o responsável por colocar as ordens em práticas determinadas por Mauro Savi, e dessa forma “angariar vantagens ilícitas por meio do contrato da EIG com o Detran”. 

Já Kobori, segundo os promotores, foi responsável por manter o contrato após a transição entre os governos Silval Barbosa e Pedro Taques, como forma de dar comunidade ao esquema. De acordo com o MPE, no governo Taques, Kobori repassava as propinas ao então chefe da Casa Civil, Paulo Taques - primo do governador tucano.
Nome

Destaque,2,ESPERANDO,1,Fotos e eventos,178,Geral,3523,PAPO DE ESQUINA,6,Política,1606,Regional,2303,Rosário Oeste,1967,Variedades,3000,Videos,997,
ltr
item
Biorosario - Notícias de Rosário Oeste e região: MPE pede que Paulo Taques, Savi e outros quatro réus da Bereré voltem para cadeia
MPE pede que Paulo Taques, Savi e outros quatro réus da Bereré voltem para cadeia
http://www.reportermt.com.br/storage/webdisco/2019/01/29/658x494/e8596e305b3552cb297ee092483bb5ef.jpg
Biorosario - Notícias de Rosário Oeste e região
https://www.biorosario.com.br/2019/01/mpe-pede-que-paulo-taques-savi-e-outros.html
https://www.biorosario.com.br/
https://www.biorosario.com.br/
https://www.biorosario.com.br/2019/01/mpe-pede-que-paulo-taques-savi-e-outros.html
true
7773387971014822502
UTF-8
Carregando posts Nenhum post foi encontrado Ver todos Leia Mais Responder Cancelar Excluir Por Inicio PÁGINAS POSTS Ver Todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO BUSCAR TODOS Não foi encontrado nenhuma correspondente à sua busca! Voltar ao início Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy