Header Ads

POSSÍVEL CANDIDATO ‘Quero fazer a diferença’, afirma Gato Louco sobre eleições

Reprodução/Facebook
Fonte: Gazeta Digital

Conhecido em todo país pelo jeito irreverente, o humorista e digital influencer Thiago Salles de Almeida, mais conhecido como Gato Louco, afirma estar “à disposição do partido” para ser candidato a vereador nas próximas eleições. Filiado ao Democracia Cristã (DC), por convite dos deputados estaduais Ulysses Moraes e Elizeu Nascimento, ele diz que quer ser a voz do povo e fazer a diferença.

Seu primeiro contato com a política começou há dois anos, quando Thiago se filiou ao PTB, partido do deputado federal Emanuelzinho. No entanto, o convite dos deputados estaduais foi decisivo para a mudança. “O partido tem ideias melhores, é sério. Estou à disposição. Seja o que Deus quiser”.

Ele que já foi engraxate e vendedor de comida de rua antes da fama na internet, afirma que conhece bem a realidade da população brasileira e, por isso, será um bom representante.

“A gente é ser humano igual todo mundo, que passa por dificuldade, por decepção financeira. Nada é fácil na vida, mas vamos fazer a diferença. Se eu entrar na política, não quero ficar rico. Eu quero trabalhar pela população e ter uma grana pra mim, ter um salário, dar algo melhor para os meus filhos”, explica o Gato Louco.

Com 31 anos, Thiago diz que além de sua juventude, também irá levar sua disposição e usar as redes sociais para mostrar o que está errado na cidade. “Quero fazer a diferença, sozinho não vou fazer, vou ter que ter o apoio das pessoas. Mudar isso sozinho não vai, tem que ser realista. Tem que ter pessoas com você para denunciar, cobrar o prefeito e os outros vereadores, do governador, dos deputados. E fazer proposição mesmo, porque a voz do povo é a voz de Deus”.

Para o humorista, as eleições de 2020 vão mostrar que os eleitores querem pessoas diferentes no poder. “O povo não é mais burro como antes. Estamos no século 21. Muitos políticos vão ficar desesperados nessas eleições, pensado que dinheiro vai ganhar eleição”. Ele afirma que as pessoas querem um vereador que “vai para a rua, vai suar, no sol quente, nos bairros, vai na porta dos moradores, fazer indicações e mandar para o prefeito”.

Apesar das críticas à classe política, o Gato Louco também se inspira em alguns nomes que estão na Câmara de Vereadores da Capital. “Você tem que cobrar, fazer o barulho. Igual Abilinho está fazendo, Diego Guimarães, Wellaton, o Marcelo Bussik, Dilemário Alencar, esses que eles falam que é oposição, mas não é oposição, eles estão fazendo pela população, cobrando”.
Tecnologia do Blogger.