Maior parte do oxigênio do mundo é produzido no oceano, afirma cientista

Após uma queda de 75% no desmatamento na Amazônia depois de um pico em 2004, esses números voltaram a crescer nesse mês de agosto. Com a ...

Após uma queda de 75% no desmatamento na Amazônia depois de um pico em 2004, esses números voltaram a crescer nesse mês de agosto. Com a promessa do recém-eleito presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, de reduzir a fiscalização ambiental e fomentar o desenvolvimento agrícola na região, a situação tem se agravado ainda mais. 

Além de abrigar milhares de espécies endêmicas - que são encontradas apenas nessa região - de plantas e animais, a maior floresta tropical do mundo também é morada de povos tradicionais e indígenas e contém grandes reservas de carbono, essencial para o controle das mudanças climáticas. Algumas declarações também sugerem que as queimadas também têm efeito sobre o oxigênio atmosférico. No dia 22 de agosto o presidente francês Emmanuel Macron disse, em sua conta oficial no twitter, que "a floresta tropical da Amazônia - os pulmões que produzem 20% do oxigênio do nosso planeta - está pegando fogo". 

Mas a verdade é que quase todo o oxigênio respirável da Terra tem origem no oceano, e há quantidade suficiente para milhões de anos. 
"Há várias razões pelas quais você gostaria de preservar a Amazônia, mas o oxigênio não é um deles", observa Michael Coe, cientista dos sistemas da Terra, que dirige o programa da Amazon no Woods Hole Research Center, em Massachusetts.

Como funciona a produção e o consumo de oxigênio

Segundo o cientista e professor de ciência atmosférica da Universidade Estadual de Colorado, nos Estados Unidos, Scott Denning, quase todo o oxigênio livre no ar é produzido pelas plantas por meio do processo de fotossíntese. Cerca de um terço da fotossíntese terrestre ocorre em florestas tropicais, como a floresta amazônica. Porém quase todo esse oxigênio é consumido por organismos vivos e incêndios. As folhas mortas, galhos e raízes que caem das árvores alimentam um rico ecossistema de organismos, principalmente insetos e micróbios, que consomem oxigênio durante o processo.

Além disso, as árvores não apenas liberam oxigênio, elas também o consomem em um processo conhecido como respiração celular, em que convertem os açúcares que acumulam durante o dia em energia, usando oxigênio para alimentar o processo. Estima-se que pouco mais da metade do oxigênio que as árvores produzem seja consumido dessa maneira. Como resultado, a produção líquida de oxigênio pelas florestas - e de fato, todas as plantas terrestres - é muito próxima de zero.

Já o fitoplâncton - conjunto de organismos aquáticos microscópicos que têm capacidade de fazer fotossíntese - produz mais de 50% do oxigênio disponível na Terra. "O oxigênio que respiramos é o legado do fitoplâncton no oceano que há bilhões de anos acumulou oxigênio que tornou a atmosfera respirável", explica Denning. 

Para que o oxigênio se acumule no ar, parte da matéria orgânica produzida pelas plantas através da fotossíntese deve ser removida da circulação antes de ser consumida. Geralmente isso acontece quando é rapidamente enterrado em locais sem oxigênio - mais comumente no fundo do mar, sob águas que já estão sem oxigênio.

Parte desse oxigênio retorna à superfície do planeta através de reações químicas com metais, enxofre e outros compostos na crosta terrestre. Por exemplo, quando o ferro é exposto ao ar na presença de água, ele reage com o oxigênio no ar para formar óxido de ferro, um composto comumente conhecido como ferrugem. Esse processo, chamado de oxidação, ajuda a regular os níveis de oxigênio na atmosfera.

Sim, a Amazônia é importante

Embora a fotossíntese das plantas seja, em última análise, responsável pelo oxigênio respirável, apenas uma fração muito pequena do crescimento da planta realmente contribui para a reserva de oxigênio no ar. Mesmo que toda a matéria orgânica na Terra fosse queimada de uma só vez, menos de 1% do oxigênio do mundo seria consumido. Há oxigênio suficiente no ar para durar milhões de anos, e a quantidade é definida pela geologia, e não pelo uso da terra. Ainda assim, a Amazônia continua tendo um papel extremamente importante. Talvez a melhor associação para o papel da floresta tropical seja o ar-condicionado, já que ela é responsável por "resfriar" a Terra. 

“Poucas pessoas falam sobre biodiversidade, mas a Amazônia é o ecossistema mais biodiverso em terra, e as mudanças climáticas e o desmatamento estão colocando em risco essa riqueza”, observa o cientista Carlos Nobre, do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo, em entrevista à National Geographic.

Fonte: Megacurioso

Nome

DESTAQUE,2,Destaque Lateral,2,ESPERANDO,1,Fotos e eventos,224,Geral,6740,PAPO DE ESQUINA,6,Parceiros,4,Regional,2848,Rosário Oeste,2327,Variedades,3682,Videos,1397,
ltr
item
Biorosario: Maior parte do oxigênio do mundo é produzido no oceano, afirma cientista
Maior parte do oxigênio do mundo é produzido no oceano, afirma cientista
https://mega.ibxk.com.br//2019/08/30/30161610819213.jpg
Biorosario
https://www.biorosario.com.br/2019/09/maior-parte-do-oxigenio-do-mundo-e.html
https://www.biorosario.com.br/
https://www.biorosario.com.br/
https://www.biorosario.com.br/2019/09/maior-parte-do-oxigenio-do-mundo-e.html
true
7773387971014822502
UTF-8
Carregando posts Nenhum post foi encontrado Ver todos Leia Mais Responder Cancelar Excluir Por Inicio PÁGINAS POSTS Ver Todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO BUSCAR TODOS Não foi encontrado nenhuma correspondente à sua busca! Voltar ao início Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy