Plantão

Criança diz ter mentido sobre estupro em igreja

conselhotutelar.jpg
Gazeta Digital

Menor de 8 anos que denunciou à família ter sido estuprado por dois meninos de 10 anos no banheiro de uma igreja evangélica, em Cuiabá, agora nega o ato. As informações são do 3º Conselho Tutelar do CPA, que está fazendo o acompanhamento dos envolvidos no caso.

De acordo com as informações do setor administrativo, durante o acompanhamento com as famílias, o menino afirmou que não houve estupro. Não foi informado o motivo de ele ter inventado o crime.

Na denúncia feita pela família dele, na última segunda-feira (7), foi relatado que ele estava no banheiro quando dois menores, conhecidos da igreja, chegaram e tiraram a sua roupa. Em seguida, teriam consumado o ato. Ele afirmou o caso após a avó perceber que “ele estava estranho e mancava”, diz trecho do boletim de ocorrência.

“Durante o acompanhamento ele negou o ato. Inclusive, já fizemos o encaminhamento para os psicólogos do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). Tanto do menino de 8 anos, quanto dos outros dois envolvidos no caso”, disse uma funcionária do conselho. 

Reportagem encontrou em contato com a Polícia Civil, mas não obteve retorno até a publicação. O advogado de um dos meninos acusados pela falsa comunicação de crime, Rafael Ramalho, também foi procurado, mas não retornou até o fechamento.