Plantão

Presos fazem "gato" para carregar celulares na PCE

gato-pce.jpg


Gazeta Digital

Uma revista na Penitenciária Central do Estado (PCE) encontrou uma "tomada" improvisada utilizada para carregar celulares clandestinos na unidade. Vídeos feitos pelos agentes mostram a camuflagem realizada para esconder a fiação, utilizando as rachaduras na parede e piso.

O caso é investigado pela direção da unidade. Na "gambiarra", um fio é conectado a um dos ventiladores no corredor e segue até uma cela, escondido nas rachaduras do local e coberto com tinta.

Além da tomada ilegal, a revista também encontrou 26 celulares em buracos camuflados nas celas e outros esconderijos. Os donos dos aparelhos foram identificados e transferidos de raio.

Há quase dois meses da PCE está sob intervenção do Grupo de Intervenção Rápida (GIR), na operação Elisson Douglas. Além da reforma das celas, a operação desarticulou a ação de facções criminosas, identificou líderes e recolheu centenas de quilos de materiais ilegais dentro das celas. Ainda não há previsão para o fim da operação.