Como era a vida das crianças enviadas pelo correio no século passado?

FONTE: FATOS DESCONHECIDOS Gente, vamos falar de coisa séria, mas de teor cômico? É o seguinte: todo mundo já quis enviar algo pelo c...

FONTE: FATOS DESCONHECIDOS

Gente, vamos falar de coisa séria, mas de teor cômico? É o seguinte: todo mundo já quis enviar algo pelo correio, mas ficou em dúvida porque não sabia se era possível, não é verdade? Afinal, existem algumas regras sobre o que se pode ou não enviar por meio dos correios.

É até importante essas regras existirem. Até porque, se não existissem, teríamos um monte de gente enviando substâncias explosivas ou corrosivas, entorpecentes, dinheiro, armas ou munição, e outras tantas coisas. Em suma, a lista é enorme, e não precisamos perder tempo enumerando tais itens.

Mas, antigamente, estas regras não existiam. Nesse ínterim, as pessoas enviaram de tudo, e mais um pouco, pelo correio, até crianças. E é exatamente disso que queremos falar: crianças que foram enviadas pelo correio.
As crianças

Em síntese, o caso ocorreu em 1913. Assim mesmo, como se fossem cartas. Não acredita? Essas crianças eram enviadas para os seus destinos, em trem. Mas, claro, todas eram acompanhadas por carteiros, e com seus devidos selos, junto às suas roupas. De acordo com um jornal da época, custava, em média, cinquenta e três centavos de dólar para se enviar uma criança.

Nesse ínterim, os pais aproveitavam o serviço, por exemplo, para enviar os filhos até a casa dos avós. Basicamente, para proporcionar aquela visitinha básica. Entretanto, o serviço prestado pelo correio não durou muito. Claro, com notícias, acompanhadas de fotos, estampando todos os jornais, não demorou nada para criarem uma lei proibindo o envio.

Na época, de todos os casos relatados pela imprensa, um merece destaque. Por quê? Bom, simplesmente porque a história da garotinha americana May Pierstorff virou livro. A garotinha, que tinha de cinco anos quando enviada pelo pai, superava o limite de peso que o correio havia estipulado.

Por falta de regras específicas, os funcionários, em suma, aceitaram transportá-la com as outras correspondências no trem. May Pierstorff, felizmente, chegou sã e salva na casa da avó. E o pai da garotinha pagou apenas U$ 0,15.

Outras crianças e outras encomendas


Como já dissemos no início da matéria, May não foi a primeira criança dos Estados Unidos a ser enviada via correio. Antes de May, uma família do estado de Ohio enviou um bebê de 5 quilos. O envio também custou U$ 0,15. Em contrapartida, por ser um bebê, os pais fizeram um seguro. Para tal serviço, desembolsaram U$ 50,00.

Em 1915, o envio de crianças por encomenda foi definitivamente proibido. Com medo dessa moda se consagrar, os correios dos EUA resolveram editar uma norma proibindo o transporte de pessoas. Além das crianças, os cidadãos aproveitaram o serviço para enviar outras mercadorias. Olha só.

Em Nova York, entre 1897 e 1953, todas as correspondências postadas passavam por uma série de tubos pneumáticos. Em suma, a função dos tubos era separar as cartas, de acordo com seu destino. Sabe o que foi enviado nessa época, exatamente na inauguração do serviço? Um gato. Imagina esse gato passando por esse tubo? Coitado, não ri.

Acredita-se que o gato chegou bem ao seu destino. Na época, de acordo com informações publicadas pela imprensa, o bichano realizou a viagem, sem ocasionar nenhum problema. Nesse ínterim, foram enviados também uma Bíblia e um enorme pêssego falso. Gente, um pêssego falso.

Nome

DESTAQUE,2,Destaque Lateral,2,ESPERANDO,1,Fotos e eventos,227,Geral,6969,PAPO DE ESQUINA,6,Parceiros,4,Regional,2935,Rosário Oeste,2370,Variedades,3824,Videos,1476,
ltr
item
Biorosario: Como era a vida das crianças enviadas pelo correio no século passado?
Como era a vida das crianças enviadas pelo correio no século passado?
https://i0.wp.com/www.fatosdesconhecidos.com.br/wp-content/uploads/2019/11/capa-13.jpg?resize=900,420
Biorosario
https://www.biorosario.com.br/2019/11/como-era-vida-das-criancas-enviadas.html
https://www.biorosario.com.br/
https://www.biorosario.com.br/
https://www.biorosario.com.br/2019/11/como-era-vida-das-criancas-enviadas.html
true
7773387971014822502
UTF-8
Carregando posts Nenhum post foi encontrado Ver todos Leia Mais Responder Cancelar Excluir Por Inicio PÁGINAS POSTS Ver Todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO BUSCAR TODOS Não foi encontrado nenhuma correspondente à sua busca! Voltar ao início Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy