Propaganda

Crise faz prefeitura de Acorizal entrar em recesso

THALYTA AMARAL - Gazeta Digital

A Prefeitura de Acorizal (62 km ao norte) anunciou que o recesso de fim de ano começará na segunda-feira (18). Um dos motivos para o adiantamento da suspensão das atividades é a crise financeira enfrentada nos cofres municipais.

No decreto, publicado no Diário Oficial dos Municípios na quinta-feira (14), o prefeito Clodoaldo Monteiro da Silva (PSDB) afirma que considerou a "necessidade de organização e estruturação da Administração Pública que enfrenta dificuldades econômicas e financeiras, frustação de receitas".

O recesso dos servidores do Executivo municipal vai até 5 de janeiro de 2020. Para os serviços administrativos internos, as secretarias irão implementar escalas de revezamento de trabalho. Não fazem parte desse recesso as áreas essenciais como saúde, saneamento e educação. Também será mantido o setor de tributos da Secretaria Municipal de Fazenda.