Propaganda

Ministro da Educação se recusa a dar entrevista para repórter da Globo

Ministro da Educação
Fonte: RD1

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, causou uma tremenda saia justa neste domingo (3) ao se recusar a dar uma entrevista à uma jornalista da TV Anhanguera, afiliada da Globo, em Goiás, ao deixar uma das escolas que aplicava o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Após se deparar com a repórter Thaís Luquesi, o membro do Governo Federal se recusou a falar com a profissional justificando que a “Rede Globo tem que aprender que não é melhor que ninguém”. Ele também não falou com os demais jornalistas.

Abraham ignorou até mesmo a Record, que vem sendo apontada como a principal aliada do presidente Jair Bolsonaro. Com a negativa à Globo, a Revana Oliveira, repórter da Record questionou: “O senhor pode falar só com a Record, então?”, mas não teve resposta.

Antes de ser rechaçada pelo ministro, Luquesi havia questionado quais foram os problemas que o INEP, instituto responsável pela aplicação do exame, constatou durante a realização da prova em Goiânia.

“Você é da Rede Globo? Eu tenho uma frase que é a seguinte: eu podia estar roubando, podia estar matando, mas estou aqui tentando fazer uma reportagem para a Rede Globo”, ironizou o político. “Você pode falar sobre esse caso?”, insistiu Luquesi. “Para a Rede Globo, não”, sentenciou Weintraub.

Visivelmente irritado, ele se recusou falar com a emissora e se dirigiu para o seu carro, informando que todas as dúvidas seriam sanadas durante a entrevista coletiva que seria feita em Brasília, à noite.

Confira: