Propaganda

PM de Alto Paraguai prendeu 5 pessoas que iam comemorar roubo


da Redação

Por volta das 12h39min desta quarta feira (19/11/2019) Policiais Militares de Alto Paraguai receberam uma denúncia indicando que bandidos estariam se reunindo para comemorar um roubo acontecido na cidade na data de 18/11/2019, onde a vítima havia perdido R$ 14.000,00 após ser ameaçada de morte pelos suspeitos. 

Com apoios de dois Investigadores da Polícia Judiciária Civil, foram localizados e presos 5 pessoas envolvidas no crime, sendo que apenas um deles é maior de idade. 

Segundo investigações dos policiais, os suspeitos já haviam comprado armas e drogas com parte do dinheiro do roubo, inclusive iam bancar a festinha de comemoração. 

Após serem localizados e presos, todos os 5 foram encaminhados para a Delegacia de Diamantino onde foram autuados pelos crimes de tráfico de drogas, comércio ilegal de arma de fogo, formação de quadrilha e ameaça. 

Narra ainda o Boletim de Ocorrências que os menores detidos na ocorrência ameaçaram os policiais dizendo que “iam pega-los” quando estivessem na rua e sem farda.

Outro lado

O Sr. Antônio, conhecido como Magnata, que é um dos homens detidos e encaminhados para a Delegacia pela PM de Alto Paraguai, procurou a nossa redação e relatou que o caso já foi explicado na Delegacia e que não tem nada a ver com os fatos narrados pela PM.

Magnata se diz vítima de uma armação política armada contra ele por conta de sua atuação com cidadão na cobrança constante dos precários serviços que são prestados pela Prefeitura de Alto Paraguai para a população. Segundo ele os fatos que culminaram com a sua prisão foi mera retaliação. 

Em vídeo enviado para nossa redação ele relata que é apenas um comerciante local e não tem ligação com as atividades ilícitas que foram apontadas pela PM; tanto é verdade que ele foi liberado da delegacia logo que prestou esclarecimentos.


Ele apresentou também um documento alegando que possui autorização para comercializar o tipo de arma que foi encontrado pela PM.

Parte da Descrição das atividades do MEI do Sr. Antônio.

Todos os envolvidos nesse caso já foram soltos pela polícia e estão de volta às suas atividades normais.