Propaganda

SARAMPO: Rosário Oeste e mais 37 municípios de MT não atingiram cobertura vacinal entre crianças


Rosário Oeste está entre os 38 municípios ainda não atingiram a meta de vacinação contra o sarampo entre crianças de 06 meses a menores de cinco anos.

Segundo matéria do site site Diário de Cuiabá, dos 141 municípios mato-grossenses, 38 ainda não atingiram a meta de vacinação contra o sarampo entre crianças de 06 meses a menores de cinco anos. Esta faixa etária fez parte da primeira etapa da campanha nacional de imunização, realizada em outubro passado pelo Ministério da Saúde (MS), em todo país. O público alvo não integrava o calendário básico de vacinação do país, mas em decorrência de ser mais suscetível a casos graves e óbitos, foi necessária a ampliação do público-alvo como medida preventiva.

De acordo com o secretário de Estado de Saúde (Ses-MT), Gilberto Figueiredo, 103 cidades atingiram a meta preconizada que é de 95%. “Mas, ainda temos 38 municípios que precisam fazer um esforço para atingir a meta estabelecida. Isso é preocupante e é importante frisar em que pese o período estabelecido para essa campanha dessa primeira faixa etária já ter sido terminado, as crianças continuam sendo vacinadas nos municípios que precisam fazer esse esforço”, disse ontem em entrevista à TVCA. “Mato Grosso, na média, já atingiu mais de 95% de cobertura, mas alguns municípios têm ainda índices inferiores a 50% e isso é muito preocupante”, acrescentou.

Figueiredo reforça que as crianças dos 6 meses até os cinco anos incompletos devem continuar sendo imunizadas e recomenda os municípios a fazerem a busca ativa. “Os pais ou os responsáveis devem procurar as unidades de saúde para vacinar os filhos. Todos os municípios estão supridos de doses suficientes para atingir a cobertura vacinal”, afirmou.

Entre os municípios que preocupam o órgão estadual, alguns compõem a região denominada Vale do Rio Cuiabá, popularmente conhecida como Baixada Cuiabana. “Chapada dos Guimarães, Rosário Oeste, Santo Antônio de Leverger e Várzea Grande, que ainda têm um nível de cobertura vacinal muito baixo. É muito importante frisar que o sarampo é uma doença contagiosa e que tem um índice de transmissibilidade muito alto. Uma pessoa infectada pode no período de duas horas é contaminar mais de 16 pessoas. Por isso, não adiante, por exemplo, Cuiabá que já atingiu mais de 100% de sua cobertura vacinal, mas tem no seu entorno um universo muito grande de pessoas não vacinadas e basta um caso para que a capital já seja toda contaminada”, alertou. No Estado, há 19 anos não há confirmação do sarampo. Atualmente, três casos estão em investigação.

Agora, é realizada a segunda etapa da mobilização nacional, que começou no dia 18 e segue até dia 30 deste mês, para o público de jovens de 20 a 29 anos, que não estão com a caderneta de vacinação em dia. No Estado, a intenção é imunizar um total de 68.814 mil mato-grossenses. Além do sarampo, tríplice viral protege contra a rubéola e a caxumba.

O sarampo é uma doença viral altamente contagiosa, que pode evoluir para complicações graves e óbitos. A doença é transmitida por meio das secreções expelidas pelo doente ao falar, tossir e espirrar. O comportamento endêmico/epidêmico do sarampo varia de um local para outro e depende basicamente da relação entre o grau de imunidade e a suscetibilidade da população, bem como da circulação do vírus na área.