Propaganda

Twitter decide não remover contas inativas por enquanto

Twitter
Olhar Digital

Empresa decidiu levar em consideração os perfis de pessoas que já morreram e vai implementar novo sistema de memorialização de contas

O Twitter havia anunciado nesta semana que iniciaria uma limpeza na plataforma. Contas inativas há mais de seis meses seriam eliminadas e seus nomes de usuários seriam liberados. Após reclamações da comunidade, no entanto, a empresa decidiu não seguir adiante com a ideia, e a razão é simples: preservar perfis de quem já morreu.

Quando o público percebeu que contas inativas seriam removidas, decidiram a queixa de preservação de contas de falecidos à empresa, que acabou ouvindo. Como resultado, o Twitter definiu que somente implementará a medida de desativar contas abandonadas após estabelecer um sistema adequado para memorialização das contas.

“Escutamos vocês sobre o impacto que isso teria nas contas dos falecidos. Foi uma falha da nossa parte. Nós não removeremos nenhuma conta inativa até que criemos uma nova forma para que pessoas memorializem contas”, diz a publicação.

O Twitter aproveitou para explicar que a medida não seria válida para o mundo inteiro, e, ao menos a princípio, atingiria apenas contas do continente europeu. A empresa diz que já tinha uma política de remoção de perfis inativos, mas que não era aplicada de forma consistente. A escolha pela Europa tem a ver com a GDPR (Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados), que determina uma série de novas regras sobre privacidade.

“Além de cumprir a GDPR, nós podemos expandir a aplicação de nossa política de inatividade no futuro para obedecer a outras regulações ao redor do mundo e para garantir a integridade do serviço. Nós avisaremos a todos vocês se assim fizermos”, completa o perfil oficial da empresa no Twitter.