Header Ads

PASSAR O RODO: PC dará segurança para "amarelinhos" guincharem carros; delegado quer fim da "anarquia" em Cuiabá

delegado.jpg
Folhamax

Diante da confusão gerada através de uma tentativa de apreensão de uma motocicleta na tarde desta terça-feira (14) na Rua 13 de Junho, as autoridades de trânsito irão tomar uma série de medidas para evitar que estas situações se repetam. Na tarde de ontem, um motociclista subiu no caminhão guincho, entrou em luta corporal com o funcionário da empresa e conseguiu retirar a moto.

Dezenas de pessas acompanharam a situação e aplaudiram o motociclista, que deixou o local com seu veículo. As medidas foram "anunciadas" pelo titular da Delegacia de Delitos no Trânsito (Deletran) de Cuiabá, delegado Christian Cabral, durante uma entrevista concedida ao programa Balança MT (TV Cidade Verde – canal 12.1) nesta quarta-feira (15).

Segundo ele, as medidas visam garantir, principalmente, a segurança dos agentes de trânsito no cumprimento de suas funções. “Nós observamos que tem sendo difundida uma cultura de hostilidade aos agentes municipais de trânsito e isso tem nos causado uma grande preocupação. É importante chamar a atenção que as fiscalizações só acontecem porque as políticas públicas, ações de educação são falhas. Não é o desejo de ninguém realizar mais fiscalizações”, diz o titular da delegacia.

Christian ainda cita que esses atos só são realizados porque é necessário manter a ordem no trânsito da capital. Ainda em relação à parceria que pode ser feita com a Semob, o delegado explica que, se for preciso, o efetivo da Polícia Civil será sim disponibilizado nas ruas para acompanhar os agentes. Ele explicoou que já há uma tratativa com o órgão, que se caso houver precisão, os policiais estarão presentes nas fiscalizações. “Nós vamos passar o rodo literalmente, não ficará um só veículo irregular pelo local onde nós passarmos. Essa cultura de afronta e de anarquia dentro de Cuiabá não pode continuar, nós não vamos tolerar”, cita o delegado.

O titular da delegacia ainda informou a reportagem de FOLHAMAX que a Deletran, assim como a Semob, também possui a capacidade de aplicar multas e medidas administrativas por infrações de trânsito. O delegado ainda repassou a reportagem que todos os envolvidos na situação já estão dentro do inquérito policial, sendo que os apontados na ocorrência poderão responder as penas de lesão corporal à resistência qualificada.

Sobre o caso da Rua 13 de Junho, Christian Cabral destacou para duas situações. A primeira é de que o motociclista que "enfrentou" o funcionário do guincho e os agentes de trânsito não possuía Carteira Nacional de Habilitação.

A outra é de que ele tem três passagens criminais: duas por receptação e uma por utilizar arma de brinquedo para prática de roubos. O delegado adiantou que ele poderá responder por lesão corporal e resistência.

O CASO 

Vídeo divulgados nas redes sociais e aplicativos de celulares mostraram a confusão envolvendo populares, agentes da Secretaria de Mobilidade Urbana e funcionários da empresa Rodando Legal, responsável pelo guinchamento de carros irregulares em Cuiabá. 

Nas imagens, uma multidão que se aglomera em torno de um caminhão guincho que está levando a moto de um rapaz. O proprietário do veículo se revolta com a apreensão e acaba subindo na carroceria onde a moto está colocada.

Ele arranca o veículo de lá ‘a força’. No local, os agentes ficam de longe apenas observando a ação do homem, que a todo custo tenta desprender o veículo de cima do caminhão.

No momento em que ele consegue desamarrar a moto, algumas pessoas o ajudam a descer a motocicleta. Na sequência, o dono da moto sai pilotando o veículo e as pessoas que acompanham o caso manifestam apoio ao rapaz e de revolta com a ação da empresa responsável por encaminhar carros e motos ao pátio da Secretaria de Mobilidade Urbana.

Na ocasião, um boletim de ocorrrência foi registrado contra o dono do veículo e outros que se envolveram neste ocorrido.

UMA PESSOA PRESA

Um dos envolvidos na confusão ocorrida na Rua 13 de Junho, região central de Cuiabá, no final da tarde desta terça-feira (14), foi preso pela polícia na manhã desta quarta-feira (15). As informações são de que este rapaz seria um dos que aparecem nos vídeos que registraram a confusão e teria, supostamente, agredido um dos agentes da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob).

De acordo com o boletim de ocorrência, o rapaz de 22 anos estava incitando as pessoas no local a agredirem os servidores que faziam o trabalho com o caminhão guincho. Após a situação se acalmar, ele retornou para a loja onde trabalha.

Na sequência, militares com base em informações repassadas pelos próprios agentes de trânsito se deslocaram até o estabelecimento onde o suspeito é contratado. Ele foi levado até a Central de Flagrantes de Cuiabá para prestar esclarecimentos sobre os fatos.

OUTRO LADO

Por meio de nota, a Secretaria de Mobilidade Urbana explicou a situação e disse que será registrado boletim de ocorrência contra os rapazes que agrediram os agentes e o funcionário do guincho.

Veja a íntegra da nota:

A respeito da situação de violência registrada no início da tarde desta terça-feira (14) Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) informa que:

- Os agentes de trânsito e o funcionário da empresa responsável pelo guincho atuaram em conformidade com as suas funções e com suas atribuições legais.

- As motocicletas removidas estavam estacionadas sobre a calçada, infração considerada grave.

- A irregularidade impede o fluxo de pedestres pelas calçadas, colocando-os em risco.

- A Secretaria e o profissional que foi vítima de agressão registrarão boletins de ocorrência junto à Polícia Militar (PM).

- Os envolvidos devem responder pelos crimes de vandalismo e agressão. 

- As imagens feitas pelos cidadãos que testemunharam as agressões serão repassadas às autoridades e o crime será investigado pela Polícia Civil.



Tecnologia do Blogger.

agitosrosario, notícias diamantino e notícias rosário oeste