Plantão

Empresa inicia teste de táxi aéreo autônomo

Fonte: olhardigital


A empresa de mobilidade aérea Wisk anunciou, nesta terça-feira (4), um acordo com o governo da Nova Zelândia para dar início aos testes de seu serviço de táxi aéreo autônomo. A companhia foi autorizada a conduzir voos na região de Canterbury.

Responsável pelo transporte dos passageiros, o Cora é um modelo de aeronave elétrica de decolagens e pousos verticais (eVTOL) capaz de carregar dois tripulantes. Os desenvolvedores afirmam que o veículo funciona de forma autônoma, com ajuda de um copiloto remoto.

A tecnologia foi originalmente desenvolvida pela fabricante de aeronaves elétricas Kitty Hawk e testada secretamente em 2017, na Nova Zelândia, sendo relevada no ano seguinte. A empresa se juntou a Boeing e formou a joint venture Wisk, atualmente responsável pelo projeto.

O Cora dispõe de 12 rotores e foi projetado para sobrevoar trajetos curtos em áreas urbanas. A aeronave pode chegar a 161 km/h e atingir a altura máxima de 457 metros, ou 1.500 pés.

A Wiski ainda não deixou claro como os clientes poderão solicitar o serviço no futuro.