Header Ads

Mato-grossenses pagam R$ 5,3 bi em impostos



Após discussões entre os governos estaduais e federal sobre o desafio de zerar impostos sobre os combustíveis, um almoço realizado ainda nesta semana e que reuniu 22 governadores, entre eles o de Mato Grosso, com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Paulo Guedes (Economia), possibilitou uma trégua sobre o assunto.

Ficou claro durante o encontro que nem o país e muito menos os estados podem abrir mão, de forma imediata, dos impostos que incidem nos combustíveis. Conforme noticiamos na semana passada pelo Boletim Impostômetro da Fecomércio-MT, o ICMS sobre os combustíveis representa 26,2% do total arrecadado em Mato Grosso em 2018. Ainda segundo Análise da Receita Pública, da própria Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT), o montante equivale a R$ 2.683 bilhões recolhidos aos cofres do estado naquele ano.

Enquanto nenhuma ação para reduzir impostos se inicia, a não ser a prevista na Reforma Tributária em nível nacional, o Impostômetro da Fecomércio-MT continua a subir de forma vertiginosa. Já são mais de R$ 5,3 bilhões arrecadados em tributos municipais, estadual e federal somente em Mato Grosso. No mesmo período do ano passado, o valor arrecadado foi de R$ 5,1 bilhões.

No país, o valor pago em tributos pelos brasileiros já somam R$ 362 bilhões. Também na comparação com os primeiros 45 dias de 2019, o valor somado contabilizava R$ 351 bi.

O Impostômetro considera todos os valores arrecadados pelas três esferas de governo a título de tributos: impostos, taxas e contribuições, incluindo as multas, juros e correção monetária

Fonte: folhamax
Tecnologia do Blogger.