Plantão

7 curiosidades sobre o TikTok que você provavelmente não conhecia



O TikTok é uma rede social de vídeos que tem feito cada vez mais sucesso, principalmente entre o público mais jovem. Não é incomum vermos gravações que são postadas no app e acabam indo parar em redes sociais como o Facebook ou o Twitter - e geralmente se tornam virais.

Por isso, se você pretende criar uma conta nele ou simplesmente quer saber mais sobre esse “fenômeno”, confira algumas curiosidades interessantes a seguir.

1. TikTok: antigo nome

Você sabia que, antes de virar o TikTok e se tornar tão popular, o aplicativo era chamado de musical.ly? A mudança ocorreu quando a empresa Bytedance, responsável por muitas plataformas de conteúdo digital e de origem chinesa, comprou o app em 2017.

Desde então, sua popularidade começou a aumentar, embora ele ainda seja muito parecido com a versão antiga no que diz respeito às suas funções - que incluem gravação de vídeos e dublagem, possibilidade de seguir outros perfis, comentar em publicações e também dar “like” em seus vídeos favoritos.

2. TikTok: inteligência artificial avançada

O sucesso do TikTok se dá, em parte, por conta da inteligência artificial do aplicativo, que detecta quais vídeos tem maior potencial viral. Isso porque a plataforma foi criada justamente para tornar as criações de seus usuários virais - primeiro, dentro do próprio TikTok e, geralmente, como consequência, em outras redes sociais.

Não é por acaso que muitos influenciadores não perdem a oportunidade de criar uma conta na plataforma ou até mesmo começam por ela antes de apostar em qualquer outro aplicativo. Curioso,
não é mesmo?



3. TikTok: censura

Por incrível que pareça, o TikTok já foi censurado na Índia e na Indonésia, embora isso não tenha afetado tanto a sua popularidade. A censura ocorreu devido a preocupações com o conteúdo da plataforma, que “incentiva a partilha de conteúdos pornográficos”, segundo fontes, e levou o aplicativo a perder cerca de 500 mil dólares por dia! No entanto, parece que já está tudo normal por lá.

4. TikTok: monetização de vídeos

A popularidade do TikTok entre os usuários também cresce por conta da possibilidade de monetizar os vídeos dentro da plataforma. Isso porque a sua capacidade de viralizar um vídeo é bem maior do que a das demais redes sociais, o que costuma fazer com que marcas populares procurem perfis famosos ou criativos com propostas de monetização.

Essa possibilidade de ganhos financeiros transforma o TikTok em uma ótima alternativa a redes sociais pioneiras no ramo, como o Instagram.


TikTok: é possível configurar seu perfil para aumentar sua privacidade a qualquer momento (Captura de tela: Ariane Velasco)

5. TikTok: nome diferente
O TikTok não é conhecido da mesma maneira em todos os países. Na China ele se chama Douyin, mas funciona exatamente da mesma maneira. No país, o aplicativo é uma febre juvenil.
Escritórios em outros países.

Além de sua sede em Pequim (na China), o TikTok também conta com escritórios em Berlim (Alemanha), Jacarta (Indonésia), Londres (Inglaterra), Los Angeles (Estados Unidos), Moscou (Rússia), Mumbai (Índia), São Paulo (Brasil), Seul (Coreia), Xangai (China), Singapura (Malásia) e Tóquio (Japão).

6. TikTok: idiomas diferentes

Justamente por conta de sua popularidade no mundo inteiro, o TikTok está disponível em 75 idiomas diferentes - com destaque para o alemão, grego, tâmil e vietnamita - e já foi baixado em mais de 155 países.


TikTok: é possível curtir vídeos, comentar ou compartilhar (Captura de tela: Ariane Velasco)

7. TikTok: lucro

Naturalmente, o lucro do TikTok é proporcional ao tamanho do sucesso do aplicativo. Em 2019, o lucro levou a ByteDance a aumentar sua receita de 100 bilhões de iuanes (moeda da China) para 120 bilhões, o que equivale a 16,8 bilhões de dólares.

Fonte: canaltech