Plantão

Apple irá ajudar nos esforços de combate ao coronavírus na Itália



A Apple fez uma doação “substancial” para socorristas, médicos e voluntários na Itália – considerada o epicentro atual da pandemia do novo coronavírus. O número de mortes no país passou dos 3,4 mil. Com isso, a Itália já ultrapassa a China, que possui 3,2 mil vítimas fatais do Covid-19.

De acordo com uma postagem do CEO da Apple, Tim Cook, a companhia doou para a Protezione Civile - órgão nacional da Itália que lida com a previsão, prevenção e gerenciamento de eventos de emergência – entre outras coisas, suprimentos médicos. A Apple já doou mais de US$ 15 milhões para os esforços de ajuda da Covid-19 em todo o mundo.

“Nunca foi tão importante apoiar um ao outro. Estamos fazendo uma doação substancial, incluindo suprimentos médicos para a Protezione Civile na Itália, para ajudar os heróicos socorristas, pessoal médico e voluntários que trabalham incansavelmente para proteger e salvar vidas. Vicini all”, escreveu o executivo.

Em outra postagem, Cook reforçou que Apple também faria doações para o Silicon Valley Strong, uma iniciativa que reúne prefeitos da região do Vale do Silício, na Califórnia, líderes religiosos e executivos de empresas.

“O Vale do Silício é a nossa casa e sabemos que as próximas semanas trarão desafios incontáveis ​​para muitas pequenas empresas em nossa comunidade. Estamos apoiando o #SiliconValleyStrong para ajudar nossos vizinhos a passar por esses tempos sem precedentes”, afirmou Cook.

Fonte: olhardigital