Plantão

Botelho se diz pronto para assumir o governo e manda recado a sindicalistas

O presidente da Assembleia Legislativa deve ficar como o primeiro na linha de sucessão do governador. Ele comenta projetos políticos e fala da possibilidade de invasão à ALMT em protesto à Reforma da Previdência.

Em entrevista ao Conexão Poder, o deputado Eduardo Botelho (DEM), presidente da Assembleia Legislativa, que será o primeiro na linha de sucessão do governador Mauro Mendes (DEM), se for oficializada a candidatura do vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) ao Senado, comenta que nunca pensou em ser governador, mas está pronto para assumir o comando do Estado, se for necessário.

No Conexão Poder ele fala do assédio partidário para que ele fosse candidato a senador ou prefeito da Capital e descarta a possibilidade de ser conselheiro do Tribunal de Contas do Estado.

Sobre o polêmico projeto da Reforma da Previdência, que prevê aumentar a idade para a aposentadoria dos servidores públicos de Mato Grosso, o presidente destaca que tudo será amplamente discutido com as categorias, mas enfatiza que não adianta os sindicatos radicalizarem e invadir a Assembleia.

“Não vai resolver. Vai acampar lá na Assembleia, eu faço sessão em outro lugar”, declarou.

ReporterMT