Plantão

Mexicana é eleita miss em concurso de beleza transgênero na Tailândia



A mexicana transgênero Valentina Fluchaire obteve neste sábado (7) o prêmio Miss International Queen, um concurso de beleza que esta comunidade celebra anualmente na Tailândia e que serve como forma de levantar a voz contra a discriminação.

Fluchaire recebeu o prêmio das mãos de Jazelle Barbie Royale, a americana que venceu em 2019.

Participaram do concurso representantes de 21 países, como a brasileira Ariella Moura, de 22 anos, uma das finalistas, que transmitiu uma mensagem em prol da igualdade.

“O povo é aberto no Brasil para muitas coisas, mas é um país muito grande… E o povo sofre muita discriminação por motivos sexuais. Muitos amigos meus foram assassinados”, disse Ariella, coroada Miss Trans Brazil em 2019.

“Espero que as coisas mudem”, acrescentou.

Ela elogiou seus pais pelo apoio recebido apesar do estigma social e das dificuldades que viveu durante sua transição, ainda na adolescência.

“Estou muito orgulhosa de representar o meu país”, disse.

A noite de premiação se celebra no balneário tailandês de Pattaya desde 1984, a algumas horas de Bangcoc, conhecido por sua agitada vida noturna e a atitude mais leve a respeito do sexo.

Milhares de pessoas transgênero lotam as ruas e pensões de Pattaya para oferecer seus serviços sexuais.

O concurso serve para revelar as condições dramáticas em que vivem essas pessoas e para erguer a voz contra a transfobia.

“Ter uma boa atitude demonstra para as pessoas que não gostam de nós que ser uma pessoa transgênero não é algo ruim”, disse a tailandesa Ruethaipreeya Nuanglee, de 22 anos, que também chegou à final.

“Não podemos obrigar as pessoas a gostarem de nós. Mas eu não tenho uma ideia melhor. Quero ser uma porta-voz que consiga as mudanças nas leis para os transgêneros”, declarou.

Fonte: istoe