Plantão

Motorista de caminhonete persegue e atropela quatro motociclistas; 1 morre

O crime aconteceu depois de uma briga de bar entre o acusado e as vítimas. Caso foi registrado em Tangará da Serra

O motociclista Anderson Barbosa de Oliveira, 31 anos, morreu na madrugada deste domingo (08) após ser perseguido e atropelado por uma caminhonete, modelo não identificado, na Rua 26 (Celso Rosa Lima), bairro Vila Goiânia, em Tangará da Serra (241 km da Capital).

Além da vítima fatal, outros três motociclistas, que estavam com Anderson, foram atingidos pelo veículo. O atentado teria sido cometido após as vítimas terem se envolvido numa briga de bar com o acusado, que conduzia a caminhonete.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas quando os médicos chegaram ao local apenas constataram a morte do motociclista. As outras vítimas receberam os primeiros socorros e foram encaminhadas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Enquanto o Samu trabalhava no atendimento às vítimas, e devido à interrupção do tráfego no local, outra caminhonete teve que parar repentinamente, quando um motociclista, que seguia atrás, não percebeu o veículo parado e acabou batendo contra a traseira.

A vítima, que sofreu ferimento no rosto e fratura na perna direita, também foi atendida pelo Samu e encaminhada à unidade de saúde.

Não há informações sobre o atual estado de saúde dos pacientes.

A Polícia Militar (PM) atendeu a ocorrência, por volta das 03h, enquanto uma equipe isolava a área e conversava com testemunhas, outra guarnição saiu em buscas pelo acusado na região.

De acordo com a ocorrência, os motociclistas e o motorista, se desentenderam dentro do bar, brigaram e as vítimas fugiram do local, sentido bairro/centro.

O acusado, em alta velocidade conduzindo o veículo, encontrou as vítimas e ‘passou por cima’ delas. Anderson morreu na hora.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) analisou as condições em que o corpo foi encontrado e colheu informações que vão apontar as circunstâncias do homicídio consumado e do triplo homicídio tentado.

Em seguida o cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia, que vai confirmar a causa clínica da morte.

A Polícia Civil acompanhou o trabalho da perícia, ouviu testemunhas e deu início ao trabalho de investigação.

Segundo informações preliminares, o assassino foi encontrado e encaminhado à delegacia pela PM, onde foi ouvido pelo delegado de plantão e ficou detido à disposição da Justiça.

Fonte: Repórter MT