Plantão

Mulheres traficantes são presas com R$ 22 mil e 4 crianças em MT



Uma dupla de mulheres, sendo uma de 35 e outra de 22 anos foi presa no final da tarde desta quinta-feira (19) suspeitas de realizarem o trafico de drogas em vários pontos do município de Sorriso (398 quilômetros de Cuiabá). Com as criminosas foram aprendidos mais de 4 quilos de entorpecentes, além de uma quantia de dinheiro expressiva de quase R$ 22 mil reais que seria advindo do comércio ilícito destes materiais.

Policiais do 12° Batalhão da PM e do 2° Pelotão da Força Tática teriam sido informados por diversas denÚncias de que haveria um veículo vermelho com duas suspeitas e que ambas estariam indo para o Setor Leste traficar entorpecentes. Os militares começaram a realizar diligências e no bairro Industrial foi visto o carro com as características passadas.

Ao perceber a aproximação policial as mulheres tentaram fugir, mas, sem sucesso. Ao abordar o veículo, os PMs puderam ver que se tratava de duas ‘velhas conhecidas’, que possuem diversas passagens criminais.

Dentro do veículo ainda foram vistas três crianças e um bebê de colo. Primeiramente as suspeitas negaram que faziam o tráfico, mas logo foi achado com elas três pedaços grandes de substância análoga a cocaína e outro de maconha, além de cerca de R$ 1.685,00 de dinheiro em espécie que estava numa bolsa junto com roupas e fraldas do neném.

Depois do flagra, a dupla acabou assumindo o ‘trabalho’ que era realizado por elas por diversos bairros de Sorriso. Um delas disse ainda ser moradora de Cuiabá, já a outra não relatou de onde era, porém acabou confessando e mostrando a casa onde morava, isso porque lá haveria mais porções de entorpecentes.

Na casa citada por uma das criminosas foi identificado mais uma bolsa com cerca de R$ 19.698,00 e mais 12 pedaços grande de substância análoga a cocaína e outros diversos pedaços de maconha, bem como uma balança de precisão, rolo de papel filme e folhas com anotações das vendas das drogas feita pelas duas. Além de duas TVs e relógios.

Uma das suspeitas disse que comercializava junto com seu companheiro e que fazia toda a situação a mando da outra mulher, que seria a responsável por tudo assim como ‘nomear’ e ‘cadastrar’ criminosos para vender drogas para a facção, mas, que o gerente das bocas é que faz a entrega dos ilícitos.

As crianças achadas com as traficantes ficaram sob os cuidados do Conselho Tutelar do município. A dupla criminosa foi encaminhada a delegacia do município onde ambas foram autuadas por tráfico ilícito de drogas e associação.

Fonte: folhamax