Propaganda

Luciano Huck alfineta Bolsonaro e diz que Brasil está “descoordenado”



Luciano Huck voltou a se posicionar sobre a política brasileira. O apresentador da Globo alfinetou, nesta sexta-feira (22), o governo Bolsonaro ao comentar a respeito do Ministério da Saúde.

O artista se mostrou de forma contrária às demissões recentes de Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich. Ele também criticou as ações no sentido de ampliar o uso da cloroquina para tratamento de pessoas contaminadas pela Covid-19.

“Fatos… Ministros técnicos e competentes fritados em meio à pandemia. Ministérios aparelhados. Cloroquina no tratamento da doença sem amparo da ciência”, disparou Luciano Huck em seu perfil no Twitter.

O comunicador ainda lembrou a nomeação pelo ministro interino da Saúde, o general Eduardo Pazzuelo, do seu assessor especial Zoser Plata Bondim Hardman de Araújo.

“Um advogado criminalista como assessor especial da Saúde”, acrescentou o famoso em sua publicação, fazendo referência para a polêmica em torno de Zoser, que é advogado criminalista, sem formação médica. “O Brasil está descoordenado”, concluiu o global.

Na última quarta (20), Huck criticou as falas de Jair Bolsonaro (sem partido) e do ex-presidente Lula (PT), que repercutiram muito nas redes sociais.

“Assustador. Duas das principais autoridades do país seguem frias na semana que vamos chegar a 20 mil mortos. Sensibilidade zero. Nenhuma palavra de carinho com as famílias vítimas da pandemia. Um preocupado com o tamanho do Estado. O outro com a tubaína“, desabafou.

Fonte: rd1