Propaganda

Misael chama Abílio de "Senhor das Águas" e irá processá-lo por divulgar prisão fake



O presidente da Câmara de Cuiabá, Misael Galvão (PTB), realizou uma live nem suas redes sociais na manhã desta terça-feira (12) fazendo duras críticas contra o vereador Abílio Junior (Podemos). No pronunciamento, Misael voltou a defender que o plenário é “soberano” e garantiu que vai recorrer da decisão que determinou a volta do parlamentar ao cargo. “Assim que nossa Procuradoria entender que já estão sanadas todas as dúvidas do Judiciário, ai sim ingressaremos com o recurso. Mas não no afogadilho, no desespero, até mesmo porque eu tenho que respeitar o soberano plenário. Tenho obrigação e o dever dee como presidente da casa defender o parlamento e isso eu não abro mão”, disse.

Durante a transmissão que durou 50 minutos, Misael se defendeu das acusações de Abílio e disparou que o comportamento dele são semelhantes aos pacientes de “manicômios”, termo também utilizado para caracterizar hospitais especializados no tratamento de doenças mentais ou de transtornos mentais. “Possuo um mandato. Não vou ouvir grosserias de pessoas irresponsáveis e truculentas cujo comportamento remete aos manicômios”, atacou.

Na semana passada, o oficial de Justiça e Abílio foram até residência do presidente da Câmara, no bairro Doutor Fábio, em Cuiabá. Apesar de ter dois carros na garagem, não foram atendidos.

Abílio então colocou que Misael estaria fugindo da notificação. “É uma acusação inconsequente, covarde, caluniosa, desrespeitosa, irresponsável, truculenta, manipuladora, vitimista, opostunista do vereador Abílio Júnior que se acha Capim Dourado do Campo. Um verdadeiro Senhor das Águas", comparou.

Misael garantiu ainda que vai processar Abílio e seu advogado, Fabrizio Curvinel, por espalharem "fake news" contra ele nas redes sociais. Isso porque, o parlamentar reempossado teria espalhado a existência de um mandado de prisão contra o presidente da Câmara por desobediência judicial. "A verdade sempre vai vencer a mentira. Sempre vai vencer o fake news. Tudo que você fez e falou sobre mim que é mentira, vou processá-lo. Chega de fake news com meu nome, seu Capim Dourado. Aliás, vou fazer uma denúncia por escrito à OAB e se caber uma ação judicial, vou fazer contra o advogado do Capim Dourado do Campo", assinalou

CASSAÇÃO

Abílio teve o mandato cassado em uma sexta-feira, 06 de março, por 14 votos a 11 em sessão extraordinária realizada na Câmara de Cuiabá. Na ocasião, vereadores que fazem parte da base do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) na Câmara, votaram pela retirada de Brunini do cargo por quebra de decoro parlamentar.

No entanto, nesta quarta-feira (6), o juiz da 4ª Vara de Fazenda Pública, Carlos Roberto Barros de Campos, suspendeu em caráter liminar a cassação e determinou sua recondução ao cargo. O retorno deveria ser "imediato" e sob pena de multa diária de R$ 10 mil à Câmara em caso de descumprimento da decisão.

Fonte: folhamax