Propaganda

William Bonner revela que filho é usado em fraude no auxílio emergencial



William Bonner surpreendeu os seus seguidores do Twitter ao denunciar uma fraude. O jornalista explicou que usaram dados de um de seus filhos no auxílio emergencial de R$ 600, dado pelo Governo Federal a cidadãos em situação de risco neste período da pandemia do coronavírus.

O apresentador do Jornal Nacional explicou que ficou sabendo do caso ao ser procurado pelo jornal Meia Hora. O âncora, então, descobriu a fraude e o jornal resolveu não publicar a matéria, mas ele alertou os internautas.

“Na terça, dia 19, fui informado de que o jornal Meia Hora tinha obtido documentos do suposto registro de meu filho no programa de auxílio emergencial do governo. Meu filho não pediu auxílio nenhum, não autorizou ninguém a fazer isso por ele. Mais uma fraude, obviamente”, afirmou o âncora.

“Apresentados os fatos, o jornal corretamente não publicou a matéria”, explicou William Bonner, que seguiu com a alerta aos seus seguidores.

O famoso revelou que o novo caso de tentativa de estelionato, dentre outros já vividos por ele e Vinícius, é mais grave por envolver dinheiro público. “Desta vez, o que vem à tona é ainda mais grave. Pelos critérios do programa de auxílio emergencial, alguém nas condições sócio-econômicas do meu filho não tem direito aos R$ 600 da ajuda”, desabafou ele.

“Portanto, quem quer que viesse a usar o nome, o CPF e dados pessoais dele deveria receber como resposta ao pleito um ‘não’. Mas, pelo que vimos ao consultar o site do Dataprev, o pedido de auxílio feito por um fraudador foi aprovado”, escreveu.

Bonner é pai dos trigêmeos Vinícius, Laura e Beatriz, frutos do relacionamento que teve com Fátima Bernardes, que não se posicionou sobre o caso.

Fonte: rd1