Propaganda

iOS 14 traz recursos de privacidade que podem impedir coleta de dados



Recentemente, a Apple revelou ao mundo o iOS 14. No entanto, a apresentação focou no novo visual do sistema operacional, mas deixou de lado algumas funcionalidades interessantes. Duas delas são bastante importantes e podem ajudar a melhorar a privacidade dos utilizadores.

Em algumas situações, os desenvolvedores de aplicativo podem ir longe demais e coletar mais informações do que o necessário. Para resolver isso, a Apple trouxe duas funcionalidades: resumo de privacidade e possibilidade de limitar a maneira como as fotos são compartilhadas.

A partir de agora, todos os aplicativos instalados pela App Store possuem uma espécie de resumo que mostra informações sobre o desenvolvedor, incluindo dados de como o app pode rastrear o usuário e o que pode ser coletado. Tudo escrito em linguagem simples, para que seja de fácil entendimento.

O segundo recurso de privacidade diz respeito ao compartilhamento de fotos dos usuários. Alguns aplicativos solicitam acesso à biblioteca de fotos para que seja possível utilizar alguma captura. Isso acontece geralmente em softwares para edição de foto. Agora é possível definir quais itens podem ser compartilhados.

Além do recurso atual, essa implementação pode abrir portas para o futuro. A partir do conceito apresentado, é possível que empresas comecem a pensar em situações que envolvem o compartilhamento de conteúdo específico. Por exemplo, imagine que um aplicativo solicite acesso aos downloads do dispositivo, mas você só quer compartilhar um documento. Com uma função semelhante, seria possível permitir acesso apenas ao necessário, sem comprometer a segurança dos demais itens.

Essa atitude pode ajudar a reduzir drasticamente a quantidade de dados desnecessários que são compartilhados com os desenvolvedores. À primeira vista, as modificações podem parecer pequenas, mas representam um comportamento que deve ser uma tendência de mudança para o futuro da privacidade, principalmente se o Android, por exemplo, implementar algo semelhante.

Fonte: olhardigital