Header Ads

Moradores de Acorizal recebem alimentos e cobertores da campanha Vem Ser Mais Solidário


Garantir comida na mesa das famílias de Mato Grosso que enfrentam dificuldades neste período de pandemia tem sido a prioridade da campanha Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus e do programa Aconchego.

Na manhã da quinta-feira (10), as ações sociais realizadas pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), lideradas de forma voluntária pela primeira-dama, Virginia Mendes, garantiram a entrega no município de Acorizal (74 km de Cuiabá) de 250 cestas básicas e cobertores.



Desempregada e sem ter o que comer em casa, a professora Gilmara de Arruda Silva, 53 anos, uma das contempladas com a iniciativa, recebeu os alimentos com a expressão de alívio. “Agradeço muito por esse trabalho da primeira-dama, que chegou na hora certa. Tenho cinco filhos e não está sendo fácil, esse sacolão dará um fôlego para a minha casa”, relatou.

A família da Eliete das Neves Santos outra beneficiada, se encontra na mesma situação. Com a chegada da pandemia ela e o marido ficaram desempregados e as dificuldades, segundo ela, só aumentaram. “Essa ajuda que vocês estão dando para a nossa comunidade é muito importante. Agradeço de coração pelo apoio”, comentou.



A entrega foi realizada na Escola Estadual Pio Machado do município pelo secretário-adjunto de Assuntos Comunitários da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Édio Martins.

Na ocasião, ele pontuou em seu discurso a importância de levar ações sociais para o interior do Estado. “Estamos percorrendo os quatros cantos de Mato Grosso para levar alimento as pessoas que mais precisam e passam por desafios neste cenário de crise”.

De acordo com o presidente da Associação Organizada Flacorizal, Junior Barreto, um dos intermediadores da iniciativa na cidade, as entregas auxiliaram famílias que moram na região urbana e comunidades da zona rural.

“Conhecemos a realidade das famílias que residem aqui, sabemos que a maioria principalmente dos locais mais afastados são extremamente pobres e precisam de projetos como esses para conseguir passar por mais esse cenário crítico”, explicou.


Fonte: O Documento

Tecnologia do Blogger.